11 fevereiro 2009

Para os curiosos...

Ora cá estão elas, quentinhas e acabadas de saír do forno: as notas! Confesso que fiquei surpreendido comigo mesmo este semestre por isso quero partilhá-las com vocês:

Misterio de Dios: 9
Antropología Teológica II Gracia: 9
Seminario: 9
Profetas: 8
Ecumenismo: 8
Teología del Matrimonio: 8
Penitencia y Unción: 7

Parabéns para mim... parabéns para mim, lalala... Estou muito contente mesmo e graças a Deus, apesar do stress, dos nervos, etc, consegui "despachar" mais um semestre. Incrivelmente já só faltam 3 semestres para acabar o curso!!! E parece que foi ontem que começou e já lá vão 5 anos... Ainda se queixam dos cinco anos de medicina, eheheh. Um dos meus maiores desejos para estes próximos tempos é que o segundo semestre seja tão bom ou melhor ainda que o que acaba de terminar. Isto vai lá com esforço e dedicação ;) Boa sorte para aqueles que ainda estão a bater com a cabeça nos livros... ânimo, já faltam menos!

Beijos e abraços para todos!

10 fevereiro 2009

Livre finalmente...

Não é que os exames sejam uma prisão mas é realmente difícil ter "vida social" e exames ao mesmo tempo... mas, como tudo tem um fim, felizmete já acabaram. Ainda não tinha escrito porque estou com problemas no pc e só agora tive tempo para começar a reparação do mesmo. Espero amanhã escrever mais alguma coisa de jeito, pelo menos melhor que isto, eheheh. Ainda tenho outra razão para escrever amanhã: vou saber as notas dos exames! Posso dizer que correram bastante bem, vamos lá ver se o resultado corresponde ao meu modo de ver as coisas (espero que sim!).

E por hoje nada mais... "Vêmo-nos" amanhã!

05 fevereiro 2009

Cidade de Deus '09 (Palencia)

Já definitivamente metidos no novo ano, começa a contagem decrescente para o próximo encontro agostiniano "Cidade de Deus '09".

Em Maio de 2008 tivemos oportunidade de viver momentos muito especiais, de conhecer melhor a Deus e começar novas, e talvez grandes, amizades.

O meu desejo, e de todos os que lá estivemos, é que aqueles dias que vivemos em Fátima, não tenham ficado simplesmente como uma boa recordação perdida no tempo, mas sim como um instrumento "Para dar vida...". Queremos que esta vida continue a dar-se, que a nossa vida continue a dar-se aos outros, por isso convido-te a participar no Ciudad de Dios '09 que vai ter lugar no Colégio Seminário San Agustín de Palencia. Esperamos por ti ;)

Eu vou e tu... vens?

Salmo 139 (138)

Todos os días, nos vários momentos que temos ao longo do día, centramos a nossa oração na recitação de vários salmos. Pois bem, hoje queria aproveitar para deixar-vos aquele salmo que a mim sempre me faz sorrir cada vez que o leio: é o salmo 139 (ou 138 depende da versão bíblica). É um salmo que me transmite alegría, tranquilidade, segurança, confiança, etc. Espero que gostem e aproveitem para ir dando notícias (através de comentários). Ciao

Senhor, Tu examinas-me e conheces-me,
sabes quando me sento e quando me levanto;
à distância conheces os meus pensamentos.
Vês-me quando caminho e quando descanso;
estás atento a todos os meus passos.

Ainda a palavra não me chegou à boca,
já Tu, Senhor, a conheces perfeitamente.
Tu me envolves por todo o lado
e sobre mim colocas a tua mão.
É uma sabedoria profunda, que não posso compreender;
tão sublime, que não a posso atingir!

Onde é que eu poderia ocultar-me do teu espírito?
Para onde poderia fugir da tua presença?
Se subir aos céus, Tu estás lá;
se descer ao mundo dos mortos, ali te encontras.
Se voar nas asas da aurora
ou for morar nos confins do mar
mesmo aí a tua mão há-de guiar-me
e a tua direita me sustentará.

Se disser: «Talvez as trevas me possam esconder,
ou a luz se transforme em noite à minha volta»,
nem as trevas me ocultariam de ti
e a noite seria, para ti, brilhante como o dia.
A luz e as trevas seriam a mesma coisa!

Tu modelaste as entranhas do meu ser
e formaste-me no seio de minha mãe.
Dou-te graças por tão espantosas maravilhas;
admiráveis são as tuas obras.

Quando os meus ossos estavam a ser formados,
e eu, em segredo, me desenvolvia,
tecido nas profundezas da terra,
nada disso te era oculto.

Os teus olhos viram-me em embrião.
Tudo isso estava escrito no teu livro.
Todos os meus dias estavam modelados,
ainda antes que um só deles existisse.

Como são insondáveis, ó Deus, os teus pensamentos!
Como é incalculável o seu número!
Se os quisesse contar, seriam mais do que a areia;
e, se pudesse chegar ao fim, estaria ainda contigo.

Examina-me, Senhor, e vê o meu coração;
põe-me à prova para saber os meus pensamentos.
Vê se é errado o meu caminho
e guia-me pelo caminho eterno.

02 fevereiro 2009

Longe da vista...

longe do coração... Será mesmo verdade? Quero acreditar que não, mas às vezes acabo por ceder à ideia contrária. Ao longo da vida vamos criando laços, vamos cativando a várias pessoas como aconteceu entre o principezinho e a raposa. A estas relações chamamos comunmente amizades. Esta palavra encerra um mundo imenso de emoções: alegrías, tristezas, surpresa, preocupação, dependencia, etc, etc, etc.

Amizade significa saír da nossa mismidade, do nosso pequeno ego, para ir ao encontro da outra pessoa. Muitas vezes esperamos que as outras pessoas nos dêem e confiem o que de mais profundo existe nos seus seres para que possa nascer essa amizade, mas isto não é trabalho só da outra pessoa, senão de nós mesmo também. Se queremos chegar a conhecer a verdadeira amizade, se queremos chegar a sentir a sintonía de ambos corações, devemos "abandonar-nos" para que essa pessoa entre em nós, e nos conheça (o mesmo é válido para a outra pessoa).

Qual é o grande problema? Quando fazemos isto e, depois de um tempo de distância fisica (nem sempre espiritual, se assim quisermos chamar), essa amizade cai no esquecimento, arrefece e perde aquela força inicial, aquela força de atração que unia dois polos como se de um hímen se tratasse. Por mais que queiramos manter uma amizade, se a outra pessoa não chegou a sentir esse grau de união, essa relação torna-se efímera ao ponto de desvanecer por completo...

Talvez isto seja uma apresentação um pouco negativa da amizade, mas parece que saíram a luz artificial do meu quarto (devería ser "luz do dia", mas são 2:30 da manhã e aqui não temos o sol da meia noite) sentimentos que há algum tempo estavam adormecidos. Não são maus nem bons, talvez se possam resumir com a palavra nostalgía. Isso mesmo, nostalgía...

Cuidem as amizades! Não procurem o que dar... dêem-se vocês mesmos (Sto Agostinho, o autêntico doutor em amizade).

30 janeiro 2009

E já lá vão 3... de 6

O caminho faz-se andando! Já nem sei se isto é um provérbio português ou espanhol, mas pode descrever perfeitamente a minha situação presente: exames! Nesta semana já fiz três (Antropología Teológica, Ecumenismo e Mistério de Deus) enão me posso queixar. Graças a Deus correram bem e saí contente dos mesmos. Na próxima semana tenho mais 3 e já acaba este "mal necessário". Espero que corram bem como estes.

Basicamente esta é situação aqui por casa: estudo, silêncio, nervosismo, tensão, etc... aqui cabem todos aqueles adjectivos que se possam aplicar aos exames. Mas ainda há sempre uns quantos momentos de relax ao longo do dia, com o objectivo de não sucumbir à demência senil, lol.

Espero que os vossos exames estejam a correr bem também e que Deus nos ajude a todos nesta árdua tarefa do estudo. Boa sorte! Deixo-vos uma pequena história da nossa amiga de infância Mafalda para animar o fim da tarde. Adiós!

28 janeiro 2009

Autocarros ateus???

Espanha tem uma nova moda. No entanto não nasceu por estas terras mas sim na Inglaterra. Qual é a nova moda? Pôr mensagens de conteúdo ateu nos autocarros. A seguinte foto foi tirada a um autocarro inglês:


O que é que se pretende com isto? Realmente vemos a Deus como um problema, um obstáculo à nossa liberdade?

Há algo que me chama especialmente a atenção. Supostamente um ateo nega Deus... Então, porquê não pôr directamente "Deus não existe", em vez de "Deus provavelmente não existe"? O facto de pôr alguma coisa em causa significa que essa afirmação tem algo de verdade. Não trato de pensar aqui sobre a existencia ou não de Deus (coisa que pessoalmente não ponho sequer em causa), mas sim o facto de que este seja considerado como um empecilho na vida do ser humano. Acredito firmemente que quem descobre Deus na sua vida, descobre aquele que dá sentido à sua existencia, aquele que "se fez homem para que o homem possa chegar a Deus" (Sto Agostinho), aquele que dá plenitude ao ser humano e finalmente aquele que constantemente permanece ao nosso lado sempre que necessitamos. Mas para isso, cada um de nós deve responder com a fé.

Podemos disfrutar da vida com Deus? Claro que sim! O que não podemos é viver como se a vida fosse algo desprezável e mesquinho. A vida de cada um é um dom e como tal deve ser vivida. É hora de assumir que a vida não é simplesmente divertimento, não é só alegrías, mas também tem os seus momentos de tristeza, de preocupação, de angústia, porque não? Como criaturas de Deus, "o nosso coração está inquieto enquanto não descansar em ti" (Sto Agostinho).

Nós, como jovens cristãos, devemos dar testemunho de Deus nos âmbitos em que nos movemos todos os dias. Devemos dar testemunho da felicidade que brota da nossa relação com Deus. Não podemos ficar parados à espera de levar com todos estes ataques de ateísmo. Se não o fazemos é porque ainda não conseguimos descubrir a alegría e o amor de Deus por nós.

Por isso, vive a tua vida desde Deus, porque DEUS EXISTE! DISFRUTA DA VIDA COM ELE.

PS: já agora, em Espanha já circulam autocarros com uma mensagem pro-Deus mas, infelizmente, não encontrei uma imagem da mesma... fica para a próxima.

26 janeiro 2009

Jesus Cristo Superstar

Aquí vos deixo mais um video muito interessante. É muito conhecido por muita gente, mas eu conheci-o há bastante pouco tempo e simplesmente adorei... Espero que gostem! Digam qualquer coisa depois de verem; deixem a vossa opinião.